Traçado ferroviário e implantação do Porto Brasil Sul são debatidos na ACIAA

Traçado ferroviário e implantação do Porto Brasil Sul são debatidos na ACIAA

Na manhã de hoje, 23, a ACIAA recebeu empresários, comunidade e classe política durante o 28º Café com Autoridades que contou com a apresentação do projeto revisado do contorno ferroviário de Joinville e apresentação do Porto Brasil Sul que está sendo instalado em São Francisco do Sul.

A primeira pauta foi apresentada por Marcus Barbosa, Diretor-Presidente da WordPort, responsável pela instalação do Porto. A obra é um dos maiores investimentos na região orçada inicialmente em R$ 1 bilhão e início previsto para 2021. O novo Porto ficará localizado na Ponta do Sumidouro, entre as praias do Forte e do Capri. O Porto prevê geração de R$ 3,7 bilhoes em impostos e cerca de 5 mil empregos diretos e indiretos. O Diretor Marcus Barbosa destaca que há uma preocupação com acessos ao Porto, mas esta otimista e acredita que este trecho deverá receber melhorias em breve. O Porto deve fortalecer a campanha de Duplicação da rodovia. No dia 14 de setembro a WorldPort realizará Audiência Pública de apresentação do relatório de Impacto Ambiental (RIMA) do Porto Brasil Sul. A reunião às 19h no Clube Náutico Cruzeiro do Sul.

Quanto ao contorno ferroviário de Joinville, a revisão do projeto foi apresentada pelo Engenheiro Rodrigo Correa da empresa Prosul, contratada para execução do projeto executivo. A principal mudança que afetará Araquari é alteração da linha férrea para o bairro Itinga, o mais populoso do município. A preocupação da comunidade é o impacto que essa mudança trata para os moradores e também para o crescimento do bairro, visto que novos loteamentos estão em implantação.

O Presidente da Comissão Especial da Câmara de Vereadores de Araquari, o vereador Cristiano Bertelli, lembrou que em 2006 a população se manifestou contra esta mudança e que a cidade não pode aceitar este novo trajeto “Não somos contrários ao contorno, mas sim ao traçado que ele vai fazer na nossa cidade” disse Cristiano. O Prefeito de Araquari, Clenilton Carlos Pereira, também mostrou preocupação “Não podemos resolver o problema de Joinville, criando um em Araquari” completou.

O Analista do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes – DNIT, Marco Aurélio Fonteles Cabral, informou a todos que não haverá maiores mudanças no projeto apresentado, mas que nesta tarde se encontraria com a Prefeitura e Vereadores para mais uma conversa a respeito do caso. A previsão é de que as obras iniciam já em 2018 e até 2021 sejam finalizados.

Para o Presidente da ACIAA, que promoveu este encontro, a preocupação do município é válida e a Associação Empresarial está fazendo sua parte ao oportunizar este debate público “Esse é o papel da Associação. Visamos dar voz e espaço para estes debates. Quanto ao contorno, a ACIAA vai continuar acompanhando o processo e contribuindo no que for possível” afirmou Boaretto.

O Espaço Empresarial desta edição do Café com Autoridades foi realizado pelo Grupo Nord apresentado pela Consultora Corporativa Adriane Souza. No evento também houve a entrega de certificados aos novos sócios: CEA Administradora Bens Próprios, Gambeta Advogados Associados e Woitexem Advogados Associados.

O próximo e último Café com Autoridades do ano está agendado para outubro. O evento tem apoio da FACISC – Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina e Sicredi, por meio do PAE – Programa de Apoio Empresarial.

 

Fotos: Margaret Paim e Nayara Soethe

Send this to a friend